15/02/2018

Human Movement – Special Issue “Science in soccer” (Vol. 18/2017)

Há dois atrás o estudo intitulado «Scoring mode and age-related effects on youth soccer teams’ defensive performance during small-sided games» foi publicado no suplemento Science and Medicine in Football do Journal of Sports Sciences (Vol. 34/2016). Na altura referi no Linha de Passe que há conclusões que geram algumas respostas, contudo, o principal interesse da ciência reside na sucessiva formulação de novas questões, questões essas que nos levam (ou não) a procurar (outras) novas respostas. Basicamente foi o que aconteceu. Percebemos que a manipulação das variáveis dimensão, forma e posição das balizas influenciou a execução de ações defensivas individuais e coletivas de jovens de dois escalões etários (Sub-13 e Sub-15), na prática de jogos reduzidos/condicionados de futebol (espaço de jogo: 30x20m). Mas precisávamos de saber mais relativamente à fase ofensiva, nomeadamente, no desempenho da ação de passe: que implicações para o treino poderiam advir da manipulação das balizas/alvos em jogos reduzidos/condicionados?

O presente trabalho contou com a colaboração dos professores Anna Volossovitch (FMH, Universidade de Lisboa) e Ricardo Duarte (FMH, Universidade de Lisboa; VPS Football Club, Vaasan Palloseura, Finland) como coautores. Aproveitámos as imagens recolhidas do protocolo experimental que deu origem ao artigo supracitado, tendo como objeto de estudo as ações de passe executadas por jovens praticantes pertencentes aos escalões etários Sub-13 e Sub-15. As condições de jogo propostas, subjacentes à manipulação do modo de concretização de golo, foram as seguintes: (1) line goal (futebol de linha), em que o golo é validado mediante o controlo da bola na zona final adversária; (2) double goal (balizas laterais), com o golo a ser marcado em uma de duas balizas pequenas laterais situadas na linha final; (3) central goal (baliza central), com o golo a ser concretizado na baliza central adversária e, por isso, mais aproximado à situação regular de jogo formal. Inicialmente, o projeto foi elaborado pressupondo a utilização do método de análise de rede (network analysis), mas a recolha dos dados levou-nos a optar por uma abordagem tridimensional de análise de desempenho das ações de passe, i.e. através de três variáveis dependentes: (1) volume médio de passes por condição de jogo; (2) zonas de passe (execução e receção); (3) direção do passe (frente, retaguarda, direita e esquerda). Esta metodologia foi concebida para que os treinadores/professores de futebol pudessem usufruir de resultados e de uma discussão dotados de uma elevada aplicabilidade prática para o trabalho de campo.

Hoje o estudo foi finalmente publicado no número especial Science in Soccer, Vol. 18(5)/dez-2017 da revista polaca Human Movement, com o título «Influence of scoring mode and age group on passing actions during small-sided and conditioned soccer games» (figura 1).

Figura 1. Apresentação do artigo publicado na Human Movement.

Em baixo apresento-vos o resumo e a referência do artigo original, com o link para poderem descarregar o texto integral.

Abstract
Purpose. The study examined the influence of scoring mode (line goal, double goal, and central goal) and age group (U13 and U15) on passing actions performed by youth soccer players during 4v4 small-sided and conditioned games (SSCG).
Methods. In 6 independent sessions, participants performed the 3 SSCGs, each lasting 10 min, in a total of 60-min per game condition. Overall, 4052 passes were notated post-event with the Lince software. The analysis included 3 game-related dependent variables: passing volume, passing zones, and passing direction. Mixed factorial ANOVA and multinomial logistic regression were applied to evaluate the effects of scoring mode and age group on dependent variables.
Results. A greater passing volume was found in line goal (vs. central goal), while the U15 group performed significantly more passing actions than the U13 group. Logistic regression models revealed the following significant main effects of scoring mode and age: (1) double goal (vs. central goal) increased the odds of performing passing actions in defensive lateral zones; (2) line goal (vs. central goal) increased the passing flow in defensive midfield and offensive midfield sectors and decreased the odds of executing forward passes; (3) U13 teams were more likely than U15 to execute passing actions in more advanced pitch zones and less likely to pass sideways.
Conclusions. The manipulation of scoring mode in SSCGs influenced the quantity, location, and dominant direction of passing actions to achieve specific task solutions. The findings provide soccer coaches with relevant information for the selection of representative tasks and optimization of task design in youth soccer practice.

Key words: youth soccer, performance analysis, task constraints, expertise, skill acquisition

Reference
Almeida, C. H., Volossovitch, A., & Duarte, R. (2017). Influence of scoring mode and age group on passing actions during small-sided and conditioned soccer games. Human Movement, 18(5), 125-134. doi: 10.5114/hm.2017.73618 (link)

Em nome dos autores do trabalho, renovo os meus agradecimentos a todos os jovens praticantes e colaboradores envolvidos neste projeto. A nossa linha de pensamento assenta na premissa que o jogo deve de ser a sede de todas as aprendizagens fundamentais do futebol. Para os leitores interessados nesta temática, torcemos para que os nossos resultados e conclusões possam contribuir para um melhor entendimento dos efeitos da manipulação de condicionantes estruturais do jogo (ou constrangimentos da tarefa) nas ações específicas de jovens jogadores e equipas em contexto de treino.

10/02/2018

Portugal: Campeões da Europa em Futsal (2018)

«A superação em todos os momentos é o que faz uma equipa campeã». 
(Jorge Braz, Antena 1)

Imagem. Festa de Portugal no Campeonato da Europa de Futsal 2018, na Eslovénia. 
(fonte: uefa.com)

O que me ocorre? Apenas, orgulho em ser português.