27/08/2006

Vergonha Nacional.

A Liga Portuguesa de Futebol começou na sexta-feira, acrescente-se com o nome Bwin, no entanto, não é o Futebol propriamente dito que está em voga no momento. Seria esperar muito dos nossos pseudo-dirigentes desportivos.
O "caso Mateus" domina o nosso Futebol, arrisco a dizer, actualidade desportiva em Portugal. Os membros da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, comandados pelo sr. Valentim Loureiro (um grande exemplo de dirigismo desportivo), conseguiram arrastar as averiguações/conclusões/rectificações deste caso para datas coincidentes com o início da Liga. [Uma estrondosa salva de palmas]

São competentes estes senhores! Claro está que a FIFA já nos caiu em cima: ou vocês se orientam, definindo quem decide e aplica as leis específicas do Futebol (LPFP ou FPF), ou os vossos clubes e a selecção nacional ficam suspensos de todas as competições internacionais. [Agora, engolimos em seco]

Não parece, mas é simples, meus senhores: temos uma legislação e órgãos que gerem, legitimamente, essa legislação. Então porquê recorrer aos tribunais comuns? O Futebol só tem autonomia para aos fins de semanas vermos uns belos jogos e durante a semana acompanharmos as notícias do nosso clube? Não pode ser! É incompreensível como um órgão como a LPFP manifesta a incapacidade, quando tem a faca e o queijo na mão, para decidir, sabendo para além disso, que as suas (boas ou más) decisões poderão vir a ser rectificadas por uma instância superior civil.

Inqualificável! Novas reformas no Sistema Desportivo precisam-se...

20/08/2006

Obesidade Vs. Fome: uma luta desigual.

O site BBC News publicou esta semana um artigo que nos informa, de acordo com peritos americanos, que o excesso de peso ultrapassa a fome no mundo. É preocupante saber que tanto os países pobres, como os mais ricos, têm falhado inapelavelmente no combate à expansão da obesidade.

A falta de exercício físico e a crescente ingestão de alimentos com maior densidade calórica são as principais causas de um problema que ameaça a saúde de milhões de pessoas por todo o mundo.

Não se educam as crianças para uma vida saudável, ao invés, oferecem-lhes playstations e gameboys. A rua, um elemento fundamental na vida de qualquer jovem, está a desaparecer a uma velocidade alucinante. Nas grandes cidades não se brinca, come-se e joga-se computador. Tendo em consideração o princípio de "causa-consequência", rapidamente depreendemos que "se não se gasta energia, engorda-se". É o que acontece com os nossos putos, ficam gordos.

Bem pelo contrário, a fome diminui lentamente entre a população mundial, ou o mesmo serve dizer que o que uns têm a mais, outros têm a menos... com tendência para piorar.

16/08/2006

A nova geração de alcoviteiras...

Ontem, terça-feira, tive a infelicidade de fazer zapping, pela manhã, nos ditos canais fortes da televisão portuguesa. Deparei-me, tanto na TVI como na SIC, com um bando de alcoviteiras em plena praça pública a falar da vida alheia. Como diria uma personagem da célebre série Fonsesa do Gato Fedorento: "Mas que é isto!? Andam prá'qui estes sacanas a fazer trinta por uma linha, e um gajo aqui a trabalhar (...) Pois claro que fico chateado."

Será possível que a SIC e a TVI pague a pessoas como o Claúdio Ramos (o líder da cuscuvilhice em Portugal) para meter o focinho na vida dos famosos, que não deixem de ser seres humanos como todos nós, para posteriormente expor os amores, desamores, engates ou discussões deste ou daquele com aquela ou aquel'outra, num meio de comunicação como é a televisão?

É terrivelmente absurdo... haja algum respeito! Gente como essa devia era ir para as obras carregar baldes de massa, com tanta energia que têm na língua, certamente que canalizando essa energia para os braços e para as pernas, davam bastante jeito a qualquer empreiteiro. O inconveniente é que não seriam tão bem pagos quanto o são nas estações televisivas...

09/08/2006

É oficial: o Benfica não joga um bacalhau.

  • O Ricardo Rocha é um elemento a menos a atacar... e a defender. Meu belo Léo, meu grande Miguelito. Quanto é que a Real Sociedad oferecia mesmo?
  • Os extremos/alas são poucos interventivos no jogo, não causam desequilíbrios, comprometem seriamente o 4x2x3x1 (???) do mister Santos.
  • Transições lentas, não, péssimas! Pouca circulação da bola e sem sentido.
  • Nuno Gomes e Rui Costa sabem o que fazer com a bola nos pés, mas em processo defensivo são pouco efectivos, tanto a cortar linhas de passe, como a fazer pressão sobre o portador da bola.
  • Pressão sobre o sector médio, após passe de 1ª estação, com resultados bastante intermitentes, na proporção de 1:5 em termos de recuperação da posse de bola.

Enfim, por hoje fico por aqui! Esperemos que melhore em Lisboa, porque o Austria de Viena não faz mal a ninguém!

Pérola negra dá show nos 100m.

Medalha de ouro no Campeonato da Europa de Atletismo a decorrer em Gotemburgo, Francis Obikwelu fez uma corrida notável, abaixo dos 10.00 seg. (9.99, mais concretamente). Para quem viu, sabe que ser o penúltimo a partir e em pouco mais de 70m, dar uma "ratada" daquelas na concorrência, é obra! É necessário muita creatina-fosfato nos grupos musculares dos membros inferiores. Uma força da natureza ao serviço de Portugal. Parabéns!

Parabéns esses que são também repartidos pelo medalhado João Vieira (3º classificado na Marcha) e Nélson Évora (6º no Salto em Comprimento).

A toda a restante comitiva portuguesa... um muito obrigado pela excelente representação do nosso povo.

05/08/2006

A noite: um mundo para as mulheres.

Quantos de nós, seres do género masculino, não foram já barrados à porta de um bar ou discoteca, simplesmente por terem nascido com pénis e, por opção própria (ou não!), não se fazerem acompanhar por uma "miúda"? Comigo isso já aconteceu umas dezenas de vezes, já possuo anticorpos contra essa doença social, no entanto, não suporto a ideia de ter que ir beber um copo com os amigos e ter que pagar mais x porque não há raparigas no grupo, ou mesmo ser excluído de momentos de diversão num espaço nocturno quando me apresento como cliente... caramba, eu vou consumir, não se aflijam!

Pelo contrário, nunca vislumbrei uma mulher (leia-se, maior de idade) não entrar neste ou naquele estabelecimento por ser mulher, ou por estar incorporada num grupo feminino (situação ideal para qualquer gerente). Sim, porque as mulheres atraem os homens, os verdadeiros consumidores, o que não deixa de ser um estranho paradoxo. Falamos de marketing, meus caros. A identidade de um ser humano na "noite" resume-se a uma estratégia de persuasão regulada por gorilas com perímetro de bicípete superior ao perímetro da cabeça. Custa-me, portanto, a aceitar, numa sociedade que tanto apela à igualdade de direitos entre homens e mulheres, e pela qual eu mantenho uma posição favorável, que ainda existam exemplos destes de pura discriminação sexual.

Como um dos visados, não me coibo de exclamar: "Tá mal"!