27/08/2006

Vergonha Nacional.

A Liga Portuguesa de Futebol começou na sexta-feira, acrescente-se com o nome Bwin, no entanto, não é o Futebol propriamente dito que está em voga no momento. Seria esperar muito dos nossos pseudo-dirigentes desportivos.
O "caso Mateus" domina o nosso Futebol, arrisco a dizer, actualidade desportiva em Portugal. Os membros da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, comandados pelo sr. Valentim Loureiro (um grande exemplo de dirigismo desportivo), conseguiram arrastar as averiguações/conclusões/rectificações deste caso para datas coincidentes com o início da Liga. [Uma estrondosa salva de palmas]

São competentes estes senhores! Claro está que a FIFA já nos caiu em cima: ou vocês se orientam, definindo quem decide e aplica as leis específicas do Futebol (LPFP ou FPF), ou os vossos clubes e a selecção nacional ficam suspensos de todas as competições internacionais. [Agora, engolimos em seco]

Não parece, mas é simples, meus senhores: temos uma legislação e órgãos que gerem, legitimamente, essa legislação. Então porquê recorrer aos tribunais comuns? O Futebol só tem autonomia para aos fins de semanas vermos uns belos jogos e durante a semana acompanharmos as notícias do nosso clube? Não pode ser! É incompreensível como um órgão como a LPFP manifesta a incapacidade, quando tem a faca e o queijo na mão, para decidir, sabendo para além disso, que as suas (boas ou más) decisões poderão vir a ser rectificadas por uma instância superior civil.

Inqualificável! Novas reformas no Sistema Desportivo precisam-se...

1 comentário:

jorge sampaio disse...

Atenção, o problema é bem mais complicado de como aqui foi descrito...